31 de Março de 2021

Reforço do São Paulo minimiza desconfiança sobre rendimento físico após deixar futebol chinês

Reforço do São Paulo minimiza desconfiança sobre rendimento físico após deixar futebol chinês

O atacante Eder, 34, foi apresentado pelo São Paulo nesta quarta-feira (31). Em sua primeira entrevista coletiva pelo clube, ele apontou a importância de Miranda, com quem jogou na Internazionale (ITA) e no Jiangsu Suning (CHN), no acerto.
"A gente fala que tem muitos companheiros no futebol, mas ele é um grande amigo, vamos para o quinto ano juntos. Tivemos contato assim que ele estava para fechar. Ele me disse que perguntaram sobre as minhas condições. O presidente teve o primeiro contato, e depois falei com os diretores."
A forma física em seu retorno do futebol chinês, problema já visto pelo próprio São Paulo nos casos de Hernanes e Alexandre Pato, também foi abordada pelo jogador, que ainda falou sobre sua idade já mais avançada, o que, segundo ele, não irá comprometer seu rendimento.
"Estou me sentindo muito bem. Essa questão de idade é só um número, tudo vem da cabeça, da vontade que o jogador ainda tem de fazer tudo o que gosta, de treinar, de se sacrificar. Você fazendo tudo isso, se cuidando, treinando bem e forte, tem todas as condições de dar o melhor", disse.
"Sobre a volta ao futebol brasileiro, é normal que cada um tenha o seu tempo para adaptação. Não é só o Eder, mas todos que chegam ao Brasil precisam da adaptação", completou o atacante. "A diferença da China para Europa e a Itália é a visibilidade. Eu treinava mais na China do que na Inter, com um treinador que é considerado o Mourinho da Ásia. É um nível muito bom de treinos. Nunca tive esse problemas [físicos]."
O atacante ainda detalhou o processo de escolha pelo clube tricolor: "Já tive outros projetos do Brasil, mas como o São Paulo chegou em mim, [escolhi por] aquilo que me apresentaram e pelo o que vi também no fim do ano passado, é um clube enorme, acompanhei jogos".
Naturalizado italiano, Eder também falou sobre o técnico são-paulino, que fez sucesso como jogador na Itália. "Posso falar, por esse primeiro contato que tive com o mister Crespo e com o grupo, que ele gosta de intensidade. Nossos treinos são intensos, com muita pressão. A gente vem trabalhando muito."


Tags Relacionadas

reforço, são, paulo, minimiza, desconfiança, sobre, rendimento, físico, após, deixar, futebol, chinês,

Últimas notícias