Por criticar canonização de Irmã Dulce, público pede saída de Márcia Fellipe de show católico

Postado dia 17 de Outubro de 2019
Por criticar canonização de Irmã Dulce, público pede saída de Márcia Fellipe de show católico
Após usar as redes sociais, no último final de semana, para criticar a canonização de Irmã Dulce (veja aqui), a forrozeira Márcia Fellipe causou revolta em muitos seguidores, que a acusaram de promover intolerância religiosa, principalmente por ser evangélica.   Com a repercussão negativa, a artista fez uma live para se explicar aos seguidores e pedir desculpas. "Eu peço aqui desculpa. Não falei sobre religião. Falei sobre o que a palavra nos diz. Muita coisa que a gente vê acontecendo no meio do mundo, ela é feita pelo homem. Assim, tem gente distorcendo que eu tenho intolerância a religião, em nenhum momento", disse.   "O que falei sobre a Irmã Dulce não foi sobre ela. Foi sobre o que iam fazer com o nome dela. Eu quero deixar bem claro: ela é um ser humano exemplo a ser seguido por todos nós", lembrou.   A forrozeira confessou ainda disse que estava se sentindo a pior pessoa de todo o mundo. "Se botar o mundo todo, eu sou o pior ser humano. Sou a mais pecadora de todas, mas eu tenho buscado e espero que eu possa nascer de novo em Cristo. Que isso fiquei claro pra todo mundo. Não tenho intenção de ofender ninguém. Aqui no nosso País tem disso. Eu, que não sou nem subcelebridade, trabalho para sustentar meus filhos. Canto para sustentar minha casa. Eu não almejo ser renomada, ser isso ou aquilo. Quem trabalha comigo me conhece. Não tenho essa vaidade. Sou grata Deus por ele abrir as portas. Grato aos que vão aos meus shows", finalizou.   Apesar das desculpas, os moradores de Guarabira, Paraíba, pediram à organização da Festa da Luz que cancele o show da cantora no tradicional evento católico que será realizado na última semana de janeiro. O evento é uma celebração à padroeira da Diocese de Guarabira, Nossa Senhora da Luz.   "Recomendo que a organização reveja a contratação da Márcia Fellipe. Festa de uma padroeira onde ela critica a religião, mas quer ganhar cachê das festas. Uma extrema hipocrisia"; "Contradição chamar uma mulher que não acredita nos santos para cantar em um evento dos padroeiros. Ainda dá tempo de tirar ela"; "#ElaNão"; "Fora Márcia", são alguns dos recados deixados na página oficial da festa.



|