Petrobras inicia desocupação da Torre Pituba e alega 'elevados custos de aluguel'

Postado dia 02 de Outubro de 2019
Petrobras inicia desocupação da Torre Pituba e alega 'elevados custos de aluguel'
A Petrobras deu início a desocupação da Torre Pituba, em Salvador. Segundo a empresa, as equipes serão realocadas até o fim do ano, a partir do planejamento de cada área.   A ação foi justificada pela Petrobras como parte de uma "estratégia de redução de custos em todos os seus processos e atividades, inclusive em gestão predial". A empresa ainda informou que o imóvel possui atualmente taxa de ocupação de 20% e elevados custos de aluguel e manutenção.   Em nota, a estatal ainda destacou que a desocupação não é pontual em uma região específica. "Esse ano, por exemplo, já foi desocupado o Edisp, em São Paulo, e estão sendo desocupados o Edifício Ventura, no Centro do Rio de Janeiro, e o Edifício Novo Cavaleiros, em Macaé", diz trecho do texto da Petrobras, que ainda afirma que estão em andamento estudos sobre outras instalações, de forma a adequar a ocupação dos espaços à estratégia de negócio da Petrobras.   A previsão é de que a desocupação da Torre Pituba seja concluído até o final de dezembro de 2019.
|