Pessoas assintomáticas são fator relevante na transmissão da Covid-19, revela estudo

01 de Julho de 2020
Pessoas assintomáticas são fator relevante na transmissão da Covid-19, revela estudo
Pessoas assintomáticas ou pré-sintomáticas são fator importante na transmissão da Covid-19. Foi o que apontou um estudo feito em Vò, comunidade italiana na província de Pádua, publicado nesta quarta-feira (1) no periódico científico Nature.
 
O estudo mostra também que as principais medidas para interromper o surto no local foram: testagem em massa, isolamento de pessoas infectadas, e bloqueio de atividades da comunidade.
 
Com uma população de aproximadamente 3.200 pessoas, o local apresentou o primeiro óbito pela doença no dia 21 de fevereiro de 2020, e automaticamente colocou os moradores em quarentena imediata de 14 dias.
 
Nesse período, os pesquisadores testaram 86% dos habitantes no início do bloqueio, e 72% no final. Os resultados apontaram que 2,6% da população (73 pessoas) testou positivo na primeira rodada, e apenas 1,2% (29 pessoas) na segunda rodada.
 
Além disso, cerca de 40% dos infectados não tiveram sintomas, em ambos os momentos. As pessoas doentes levaram em média 9,3 dias para eliminarem o novo coronavírus do corpo.
 
Nos dois momentos, cerca de 40% dos casos positivos não apresentaram sintomas. Os resultados também mostram que levou em média 9,3 dias (intervalo de 8 a 14 dias) para que o vírus fosse eliminado do corpo das pessoas doentes.
 
"Nossa pesquisa aponta que testar a maioria dos cidadãos, com ou sem sintomas, fornece uma maneira efetiva de gerenciar a propagação de doenças e impedir surtos. Apesar da transmissão 'silenciosa' e generalizada, a doença pode ser controlada", afirma Andrea Crisanti, principal autora do estudo, ao site EurekAlert!.
 
A pesquisa também identificou que pessoas assintomáticas possuíam uma "carga viral" parecida com a de pacientes sintomáticos. A carga viral diz respeito à quantidade total de vírus que a pessoas possui dentro do organismo.
 
De acordo com os pesquisadores, muitas questões sobre a transmissão do coronavírus ainda estão em aberto. Uma delas é o papel das crianças. Na visão deles, para produzir estratégias de controle direcionadas e sustentáveis, é preciso maior esforço no estudo dessas questões. 
 
|