Nota oficial para amenizar crise fracassa e aumenta pressão no Flamengo

Postado dia 04 de Maio de 2019
Nota oficial para amenizar crise fracassa e aumenta pressão no Flamengo
O Flamengo "joga a vida" na Libertadores na próxima quarta-feira (8), diante do Peñarol, do Uruguai, fora de casa. Neste domingo (5), encara o São Paulo, no Morumbi, após derrota para o Internacional. Da arquibancada, acumulam-se críticas ao técnico Abel Braga. Neste contexto, o clube divulgou uma nota oficial, nesta sexta-feira (3), com a intenção de que os ânimos pudessem ser acalmados neste importante momento da temporada, mas o efeito não foi o esperado. Em meio a palavras de enaltecimento ao elenco, o departamento de futebol e conquistas até aqui no ano, como a Florida Cup -torneio amistoso disputado nos Estados Unidos, na pré-temporada - o comunicado foi uma tentativa da diretoria em passar apoio ao técnico e levar tranquilidade a um grupo que se encontra pressionado. Internamente, há a reprovação de muitos conselheiros (alguns, inclusive, que apoiaram Rodolfo Landim durante a campanha presidencial). Apesar do aumento do tom, o presidente ainda tem ampla maioria de apoio entre as correntes do clube. Externamente, as redes sociais se tornaram um termômetro que oscilou entre a revolta dos rubro-negros e as piadas dos rivais, aumentando ainda mais a necessidade de bons resultados em breve. Esta, porém, não é a primeira vez que decisões da cúpula do Rubro-Negro ganham repercussão negativa fora dos muros da Gávea. Do silêncio adotado dias após o incêndio no Ninho do Urubu ao veto ao termo "Festa na Favela", dirigentes ainda vêm tropeçando nas definições de rumos e no alinhamento da imagem do clube junto à torcida. Rodolfo Landim foi eleito em pleito que aconteceu no fim do ano passado, batendo Ricardo Lomba, da Chapa Rosa (apoiada pelo então situação), Marcelo Vargas, da Chapa Branca, e José Carlos Peruano, da Chapa Amarela. EM CAMPO... Com foco na Libertadores, Abel Braga optou por poupar o time titular e, fora de casa, contra um São Paulo embalado após duas vitórias consecutivas no Campeonato Brasileiro, deve utilizar uma equipe alternativa. Diego Alves, que ainda se recupera de uma lombalgia, permance ausente, dando vaga a César, que iniciou os últimos jogos. A tendência é que o time seja formado por César, Rodinei, Rhodolfo, Thuler e Trauco; Piris, Ronaldo, Diego, Vitinho, Uribe e Lincoln são alguns dos nomes que devem atuar. A ideia é de evitar desgaste para a "decisão" de quarta-feira. Em caso de vitória ou empate com o Peñarol, o Flamengo passa de fase. Porém, em caso de derrota no Uruguai e vitória da LDU (EQU) sobre o San José (BOL), lanterna do grupo, os uruguaios e equatorianos se classificam.
|