Mesmo sem registro, Polícia Civil vai investigar esfaqueamento de dançarina da La Furia

Postado dia 17 de Abril de 2019
Mesmo sem registro, Polícia Civil vai investigar esfaqueamento de dançarina da La Furia
Embora não haja qualquer registro sobre o incidente que culminou no esfaqueamento da dançarina Elizabeth Gonçalves, a Japinha Negra Japa, a 12ª Delegacia Territorial (DT) de Itapuã vai iniciar as investigações sobre o caso. Em nota enviada ao BN, a assessoria de comunicação da Polícia Civil disse que vai começar a apuração com base em informações preliminares. O objetivo é "identificar os envolvidos, esclarecer os fatos e responsabilizar os autores", diz a corporação.   A integrante da banda La Furia foi esfaqueada no fim da tarde dessa terça-feira (16). Procurada pelo BN, a assessoria da banda afirmou que Japa foi vítima de um assalto no bairro de Itapuã e, em meio à ação criminosa, foi esfaqueada e teve o pulmão atingido. Sem mais detalhes, eles adiantaram apenas que ela foi operada no Hospital Municipal e não corre risco de morte (veja aqui).   No entanto, desde ontem à noite, uma nova versão passou a circular: Japa estaria se relacionando com um homem comprometido e a esposa dele seria a responsável pela facada. O BN não conseguiu confirmar a informação, mas um vídeo e um áudio da suposta autora do crime já repercutem na web (saiba mais aqui).
|