MEC adota novo critério para bolsas de pós; IDH e teor das pesquisas serão considerados

Postado dia 17 de Agosto de 2019
MEC adota novo critério para bolsas de pós; IDH e teor das pesquisas serão considerados
Um novo critério será adotado pelo governo federal para a concessão de bolsas de mestrado e doutorado no País. Serão considerados o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) dos municípios onde as faculdades estão localizadas, o teor das pesquisas e a nota obtida pelos cursos nos últimos anos.   O governo ainda vai considerar e dar prioridade as pesquisas que se encaixarem em áreas consideradas estratégicas pela gestão Jair Bolsonaro, como cursos de Saúde e Engenharias. Bolsas de doutorado terão preferência em relação às de mestrado.   A definição de quais entidades vão receber os recursos destinados a bolsas de pós graduação caberá a um algoritmo, conforme apurado pela reportagem do Estadão. Os quesitos terão pesos diferentes. Ao veículo o ministro da Educação, Abraham Weintraub afirmou que a distribuição de verba às universidades seguirá "critérios técnicos".   "Quem faz trabalho sério receberá. Quem não faz e não prestar contas vai receber menos", disse ao Estadão.   A previsão é de que o novo sistema seja anunciado no mês de setembro, mas as principais linhas foram antecipadas à reportagem pelo presidente da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), Anderson Correia. Vinculada ao MEC, a Capes é a principal financiadora de pesquisas de pós do País.
|