19 de Setembro de 2020

Mandado de segurança suspende intervenção de Roberto Jefferson no PTB da Bahia

Mandado de segurança suspende intervenção de Roberto Jefferson no PTB da Bahia

Decisão do juiz do Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA), José Batista de Santana Júnior, desta sexta-feira (18), suspende ato do presidente nacional do PTB, Roberto Jefferson, intervindo no diretório do partido na Bahia.
 
O ex-deputado Benito Gama, presidente estadual da sigla, impetrou mandato de segurança por entender que ocorreu uma "arbitrariedade". No entendimento de Gama, o ato que tenta justificá-la foi anteriormente autorizado pelo próprio Roberto Jefferson.
 
O PTB nacional dissolveu o diretório estadual do partido na Bahia. A informação consta em ofício publicado na tarde desta sexta-feira (18) no site oficial da sigla (leia aqui). O comunicado da sigla no site diz que a medida aconteceu porque o PTB baiano não cumpriu o artigo 95 do estatuto do partido "o qual determina a dissolução dos diretórios quando não houver deputado federal eleito pela legenda, ou não tiver sido alcançado o seu percentual, estabelecido por lei, pela Executiva Nacional". 
 
Na última quinta-feira (17) Roberto Jefferson determinou a retirada do apoio do PTB a Bruno Reis na eleição pela prefeitura de Salvador (leia aqui). A informação foi divulgada por meio de nota publicada no site oficial da sigla. Ao BN no dia que a informação foi divulgada, Benito Gama indicou que ela afetava apenas a coligação na majoritária. "Os vereadores é chapa puro sangue e não terá prejuízos", informou.
 
Com a decisão do TRE desta sexta, estão mantidas as convenções e todos os atos de coligações não somente em Salvador com Bruno Reis e Ana Paula Matos, vereadores de Salvador, bem como  em todos municípios do estado da Bahia.


Tags Relacionadas

mandado, segurança, suspende, intervenção, roberto, jefferson, ptb, bahia,