Lideranças da AL-BA terão que abrir mão de uma vaga em comissões para Hilton Coelho

Postado dia 11 de Fevereiro de 2019
Lideranças da AL-BA terão que abrir mão de uma vaga em comissões para Hilton Coelho
Nem da oposição e nem do governo, o deputado estadual Hilton Coelho (PSOL) ficou de fora das indicações das bancadas para compor alguma das comissões na Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA).    A postura independente do parlamentar, entretanto, não sobrepõe o regimento da AL-BA, que garante aos partidos com representação um lugar em um dos colegiados da Casa Legislativa. O fato, lembrado nesta segunda-feira (11) pelo deputado Targino Machado (DEM) no plenário da AL-BA, motivará uma mudança na formação de uma das comissões com membros já indicados.    "Hilton tem regimentalmente o direito de participar das comissões e irei, juntamente com o deputado procurar uma solução", declarou o presidente da AL-BA, deputado Nelson Leal (PP) nesta segunda.    O presidente irá se reunir com os líderes dos blocos de governo, Rosemberg Pinto (PT), e da oposição, Targino Machado (DEM), nesta terça-feira (12) para redistribuir uma cadeira nas comissões para Hilton. A ideia é alocar o parlamentar de acordo com a sua área de atuação. Um dos destinos do ex-vereador de Salvador pode ser o colegiado de Educação, Cultura, Ciência e Tecnologia.    A comissão terá como presidente a deputada Fabíola Mansur (PSB) e como membros titulares Osni (PT), Robinson Almeida (PT), Olívia Santana (PCdoB), Rosemberg Pinto (PT), Roberto Carlos (PDT), Luciano Simões Filho (DEM) e Laerte do Vando (PSDB). Um dos deputados terá que abrir mão de sua vaga para alocar Coelho. "Um dos lados terá que ceder. Vamos equacionar", assentiu Leal sobre o assunto. 
|