Fausto Franco discute impactos ao turismo no Nordeste após chegada de óleo em praias

Postado dia 14 de Novembro de 2019
Fausto Franco discute impactos ao turismo no Nordeste após chegada de óleo em praias
Assuntos como a formação de um produto turístico único, com marca conjunta, incentivo à aviação regional e campanha de marketing para minimizar os impactos de imagem causados pelas manchas de óleo nas praias estiveram na pauta dos secretários de Turismo dos estados nordestinos durante reunião realizada, nesta quarta-feira (13), em Fortaleza.   Presente ao encontro, o secretário do Turismo da Bahia, Fausto Franco, ressaltou a importância dessa união de forças para divulgar o destino, considerando que é um segmento gerador de emprego e renda para os estados, com participação expressiva na economia.   "O turismo é fundamental para a economia do Nordeste. Na Bahia, a atividade é responsável pela geração de milhares de postos de trabalho. Por isso, esse esforço concentrado ajudará muito a termos uma alta estação aquecida", disse Franco.   A opinião do baiano foi compartilhada com os colegas de pasta. O titular do turismo do Ceará pontuou que individualmente os estados possuem grande potencial e que, unidos, "podemos dar um salto grande e concorrer com destinos até do exterior. Somos fortes e, juntos, podemos ter mais força para pleitearmos verbas e ações junto ao Governo Federal, por exemplo", destaca o secretário do Turismo do Ceará, Arialdo Pinho.   Além da marca unificada, foram discutidos pontos como a aviação regional e os subsídios para fortalecer o setor, puxado principalmente por Ceará e Bahia. Os dois estados ficaram responsáveis por montar um projeto para buscar apoio junto ao Governo Federal.   CVC Também houve um momento de planejamento com a operadora, que é a maior do País, para intensificar a publicidade da região até o fim do ano e minimizar possíveis efeitos do vazamento de óleo no turismo.   "Essa ideia de nos unirmos surgiu em uma reunião na Abav Expo (feira de turismo em São Paulo), com o objetivo de estarmos mais próximos. Temos muitos pontos em comum. Por isso, precisamos estar mais fortes. Ainda tivemos o episódio do vazamento de óleo, o que nos uniu ainda mais", aponta o secretário Rodrigo Novaes, de Pernambuco.   Outro tópico discutido foi a participação dos estados em conjunto nas principais feiras de turismo do mundo. "Vamos tentar fechar um calendário unificado e participarmos juntos de alguns eventos do setor", detalha o secretário Fausto Franco.   Os estados também vão buscar recursos do Ministério do Turismo e da Embratur para investir em publicidade e reverter a imagem gerada pelo vazamento de óleo nas praias da região.
|