Estudo da USP analisa presença do coronavírus e possibilidade de transmissão pelo ar

12 de Agosto de 2020
Estudo da USP analisa presença do coronavírus e possibilidade de transmissão pelo ar
Uma investigação de cientistas brasileiros utilizou um sistema de monitoramento da qualidade do ar em ambientes fechados para identificar a possibilidade de transmissão e o comportamento do coronavírus no ar. O ambiente analisado foi Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (HC-FMUSP). As informações são de reportagem da revista Galileu.
 
O veículo lembra que no início de julho, a Organização Mundial da Saúde (OMS) reconheceu a possibilidade da presença do novo coronavírus no ar e também de uma nova via de transmissão. 
 
A escolha pelo HC-FMUSP se deu pelo fato de se tratar de um ambiente fechado e em que o vírus está circulando.
 
O equipamento utilizado na pesquisa brasileira no Hospital das Clínicas é desenvolvido pela Omni-electronica. Ele monitora, em tempo real, indicadores da Qualidade do Ar Interior (QAI), fator que aponta se a área interna de um edifício está adequada à saúde e ao bem-estar das pessoas. 
De acordo com a reportagem, os pesquisadores conseguiram capturar o novo coronavírus suspenso no ar. Eles coletaram até o momento  mais de 20 amostras. 
A Galileu traz que os resultados preliminares mostram que a ventilação adequada desses locais, feita a partir da circulação do ar através de janelas abertas, pode reduzir o risco de contaminação pelo agente infeccioso. 
|