DEM pretende ter candidato a prefeito em 16 dos 20 maiores colégios eleitorais da Bahia

Postado dia 19 de Fevereiro de 2020
DEM pretende ter candidato a prefeito em 16 dos 20 maiores colégios eleitorais da Bahia
Com a pretensão de viabilizar a eventual candidatura de ACM Neto ao governo da Bahia em 2022, o DEM quer ampliar o número de prefeituras comandadas pelo partido no estado. Segundo apurou o BN, a sigla estuda lançar postulantes a prefeito em 16 dos 20 maiores colégios da Bahia.    Nas cidades da região metropolitana da capital baiana, o DEM deve ter, pelo menos, cinco candidatos. São eles: Bruno Reis (Salvador), Antonio Elinaldo (Camaçari), Teobaldo Costa (Lauro de Freitas), Tonha Magalhães (Candeias) e Dinha (Simões Filho). O último está no MDB, mas deve se filiar à legenda de Neto nos próximos meses.    A sigla vai apostar em alguns nomes novos para conquistar prefeituras. Entre eles, o médico Marcelo Belitardo que deve postular o Executivo de Teixeira de Freitas após a articulação do deputado estadual Sandro Régis (DEM). Além dele, pretende lançar o empresário Valderico Júnior à prefeitura de Ilhéus. O partido também vai ter antigas peças brigando por Executivos, como Nilo Coelho em Guanambi e Leur Lomanto (o pai) em Jequié.   A cúpula queria que o deputado federal Leur Lomanto Júnior (DEM) fosse o candidato a prefeito da cidade, mas o parlamentar rejeitou (relembre aqui). Em Santo Antônio de Jesus, no Recôncavo baiano, o partido avalia lançar o ex-prefeito Humberto Leite ou o vereador Careca. O último nome é o mais provável, já que o primeiro enfrenta imbróglio jurídico.   Em Barreiras, o atual prefeito Zito Barbosa (DEM) tentará a reeleição. Na cidade de Alagoinhas, o deputado federal Paulo Azi, que preside o partido na Bahia, tenta trazer o ex-prefeito Paulo Cezar Simões para o grupo de ACM Neto, já que ele hoje integra a base do governador Rui Costa (PT).   Em Eunápolis, a agremiação partidária vai apostar em Cordélia Torres. O DEM ainda planeja ter candidatos em Valença, Juazeiro e Paulo Afonso, mas os nomes não estão definidos. Na eleição de 2016, a sigla de Neto cresceu de nove prefeituras para 34.   Ilustração Paulo Victor Nadal / BN   APOIOS Em quatro cidades, que integram os 20 maiores colégios eleitorais da Bahia, o DEM deve apoiar aliados. Em Feira de Santana, a sigla deve ficar ao lado de Colbert Martins (MDB), que é postulante à reeleição. A legenda, porém, mantém o nome do deputado estadual Targino Machado (veja aqui).   Em Vitória da Conquista, o partido deve apoiar à reeleição de Herzem Gusmão (MDB). Já em Itabuna o DEM fará campanha com Dr. Mangabeira (PDT), e apoiar Ubaldino Júnior (PROS) em Porto Seguro.