Cruzeiro é condenado em ação trabalhista a pagar R$ 3,2 milhões para Rafael Sóbis

16 de Setembro de 2020
Cruzeiro é condenado em ação trabalhista a pagar R$ 3,2 milhões para Rafael Sóbis
O Cruzeiro tem mais uma conta a pagar. O clube mineiro foi condenado em ação trabalhista movida pelo atacante Rafael Sóbis, que atualmente joga no Ceará. De acordo com o site "ge", a Raposa vai desembolsar R$ 3,2 milhões por não cumprir o acordo de rescisão contratual com o jogador. O processo foi aberto há um ano e corre em segredo de justiça, sendo ajuizada inicialmente na Justiça do Trabalho do Rio Grande do Sul, mas posteriormente foi transferida para Belo Horizonte. Ainda cabe recurso.
 
Sóbis deixou a Raposa em janeiro do ano passado quando ainda tinha contrato por mais 12 meses. As duas partes chegaram a um acordo e o jogador iria receber quase R$ 4 milhões, sendo R$ 3.296.515,55 referentes às premiações, férias, cláusula compensatória desportiva e 13º salário de 2018, e o restante corresponde a direito de imagem dos meses de outubro a dezembro do mesmo ano. O pagamento foi dividido em 10 parcelas, mas os mineiros pagaram apenas duas.
 
Rafael Sóbis atuou no Cruzeiro entre 2016 e 2018, contratado junto ao Tigres, do México. A transferência gerou uma das dívidas que a atual diretoria tentar acertar na Fifa. Durante a passagem, ele foi bicampeão da Copa do Brasil em 2017 e 2018. O atacante deixou o clube antes da grave crise financeira estourar e foi para o Inter, antes de chegar ao Vozão.
 
Disputando a Série B, o Cruzeiro é o 13º colocado com oito pontos na tabela de classificação. O time mineiro volta ao gramado no sábado (19) na visita ao CSA, no Rei Pelé, pela 10ª rodada.
|