Crise aérea em Salvador é sazonal e terá resolução em breve, avaliam Tinoco e Franco

Postado dia 15 de Maio de 2019
Crise aérea em Salvador é sazonal e terá resolução em breve, avaliam Tinoco e Franco
O secretário de Turismo da Bahia, Fausto Franco, e o secretário Municipal de Cultura e Turismo de Salvador, Cláudio Tinoco, percebem a crise aérea protagonizada pela Avianca, responsável pelo aumento de preços de passágens aéreas no estado como cíclica, gerando uma reacomodação natural dos ativos da empresa.    Tinoco relembra que em outros momentos já aconteceram crises semelhando no caso da "na Varig, Transbrasil, e que a a crise da Avianca não é tida como estrutural, eles terão as aeronaves e os slots (horários de decolagem e pousos) adquiridos por outras companhias aéreas, que serão "estimuladas a operar".   O secretário Fausto Franco analisa que a Avianca "não pode parar de voar e a amanhã ter empresa X ou Y  para assumir as rotas". "Existe uma reacomodação natural e captação de novas empresas, que passam inclusive pela liberação de empresas Low Cost que o congresso ainda não liberou", lembrou o titular da Setur-BA, em entrevista ao BN.   A pauta que está no Congresso Nacional e que estimularia a competitividade das companhias aéreas, de acordo com Cláudio Tinoco, "é também a abertura do capital estrangeiro que precisa ser votada". "Está vinculada a algumas medidas como a política de bagagens e outras medidas que são usadas por outros estados, para atrair os voos que é a politica dos combustíveis da aviação", pondera.   O secretário de Salvador relembra que "a Bahia ainda não anunciou uma política agressiva de competitividade. "Isso nos preocupa", provocou Tinoco. Ainda assim, Salvador estaria bem posicionada, e nos "últimos anos ganhou projeção e virou destino preferencial". Para o titular da Secult, a capital baiana tem inserções internacionais e a crise sendo cíclica não afetará tanto o turismo na cidade.   Franco revela que a Bahia está se movimentando "procurando formas de resolver a situação, com o estado oferecendo uma política mais ostensiva para atrair voos". O secretário baiano alerta que o assunto é prioridade e que está trabalhando "diuturnamente para muito em breve anunciar novidades".   A Avianca Brasil vem enfrentando dificuldades e entrou com pedido de recuperação na Justiça em dezembro do ano passado. Por conta da situação financeira, a empresa descontinuou todos os voos internacionais em abril, e boa parte de sua malha nacional, incluindo Salvador.
|