Com entrada criticada, Guilherme diz que 'impaciência é geral' no futebol brasileiro

Postado dia 11 de Março de 2019
Com entrada criticada, Guilherme diz que 'impaciência é geral' no futebol brasileiro
Aos 34 minutos do segundo tempo do clássico Ba-Vi do último domingo (10), o técnico Enderson Moreira chamou Guilherme para tentar ajudar a equipe, que precisava do triunfo e tinha um jogador a mais diante do Vitória. A opção do treinador foi motivo de revolta da torcida, que vaiou o jogador antes mesmo dele entrar no lugar de Shaylon.   Depois do empate em 0 a 0, que complicou a vida do Tricolor no Campeonato Baiano, o experiente atleta disse que a impaciência dos torcedores vem acontecendo em todo o país e indicou que seguirá treinando para convencer os mais críticos.   "Na verdade essa impaciência é geral, no Brasil inteiro. O torcedor Brasil afora tem tido pouca paciência com seus jogadores e seus clubes. Muitos acham que a solução mais fácil é mudar. Claro que o torcedor tem as preferências dele, mas é normal. Temos que continuar trabalhando e convencer de que merece estar aqui", declarou.   "É fazer gols, conquistar a vitória. Quando ela não vem, sempre há os escolhidos para pagar o pato. Mas está todo mundo consciente para conquistar as vitórias que o torcedor espera", completou.   Guilherme destacou a insatisfação com o placar diante do rival e apontou o foco para o próximo domingo (17), quando a equipe enfrenta o Jequié, fora de casa, pela última rodada da fase de classificação.   "Nós também estamos insatisfeitos. Fomos amplamente superiores, mas não conseguimos traduzir em gol. Agora é buscar esses pontos e voltar para a zona de classificação em Jequié", pontuou.   A próxima partida do Bahia será nesta quarta-feira (13), contra o Sergipe, na Arena Fonte Nova, pela Copa do Nordeste.
|