CBF quer limite de 40 pessoas por delegação nos estádios em protocolo de jogos

26 de Maio de 2020
CBF quer limite de 40 pessoas por delegação nos estádios em protocolo de jogos
Desde o mês de abril, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) elabora o protocolo nacional da volta do futebol. As medidas são inspiradas na liga alemã, cujo campeonato do país retornou neste mês de maio. Dentre a lista, a entidade brasileira quer limitar o número de integrantes das delegações dos times nos estádios para 40 pessoas.   Além da quantidade de pessoas na delegação, a CBF responsabiliza os clubes pelos testes epidemiológicos da cada um que chega ao estádio, "com ênfase na condição olfativa e aferição de temperatura com termômetro de infravermelho". O documento também estabelece os cuidados no vestiário, onde cada um deve usar máscara e ficar o menor tempo possível, com limite recomendado de 40 minutos.   Em relação a arbitragem, a CBF pretende fazer testes em todos os profissionais envolvidos e quer a manutenção do VAR nas partidas de suas competições. Já sobre os testes antidoping, a entidade quer reduzir a quantidade de exames para um atleta de cada time, para consequentemente diminuir o número de pessoas na sala de controle.   O protocolo da CBF ainda trata do acesso ao campo por fotógrafos, jornalistas e radialistas, e na tribuna de imprensa. O número será reduzido e os credenciados deverão respeitar o distanciamento de dois metros para cada posição. Na Alemanha, os jogadores falam em microfones pendurados em cabos de apoio de TV, sem a presença de repórteres no gramado. As entrevistas coletivas serão virtuais operadas por assessores de imprensa dos times. O protocolo da CBF ainda precisa passar pela análise e aprovação das autoridades brasileiras. O futebol do país está paralisado desde meados de março devido a pandemia do coronavírus. Ainda não uma data para o retorno das competições.
|