Casos graves de Covid-19 não resultam em resposta imunológica mais forte

07 de Agosto de 2020
Casos graves de Covid-19 não resultam em resposta imunológica mais forte
Cientistas alemães constataram em um estudo sobre o coronavírus que um quadro severo da Covid-19 não está necessariamente relacionado a uma reação mais forte do sistema imunológico. As informações são de reportagem da revista Galileu.
 
A pesquisa foi realizada por seis centros de pesquisa na Alemanha. Os resultados serão publicados ainda em agosto no periódico especializado Cell.
 
Durante o estudo os pesquisadores relizaram análises em amostras de sangue de 53 voluntários com Covid-19 e que tiveram a infecção infecção classificada como leve ou grave. Para o grupo controle, foram consideradas amostras sanguíneas de pacientes com outras infecções virais do trato respiratório e de indivíduos saudáveis.
 
De acordo com a reportagem, os cientistas analiasaram a atividade gênica e a quantidade de proteínas no nível celular, o que possibilitou aos pesquisadores caracterizar os glóbulos brancos que circulam no sangue e têm papel importante no sistema imune. "Combinando com a observação de proteínas importantes na superfície das células imunológicas, conseguimos decifrar as alterações no sistema imunológico de pacientes com Covid-19", relatou Birgit Sawitzki, coautora do estudo, em comunicado.
 
"Descobrimos que essas células imunológicas estão ativadas, ou seja, prontas para defender o paciente contra a Covid-19 no caso de cursos leves de doenças e também estão programadas para ativar o restante do sistema imunológico", relatou Antoine-Emmanuel Saliba, membro da equipe de pesquisa. "Em última análise, isso leva a uma resposta imune eficaz contra o vírus."
|