Brasil encara Venezuela na Arena Fonte Nova pela segunda rodada da Copa América

Postado dia 18 de Junho de 2019
Brasil encara Venezuela na Arena Fonte Nova pela segunda rodada da Copa América
A seleção brasileira vai reencontrar a torcida baiana na Arena Fonte Nova na noite desta terça-feira (18), às 21h30, para o desafio contra a Venezuela, pela segunda rodada do Grupo A da Copa América. Após as vaias na gelada São Paulo diante da Bolívia, Tite e companhia esperam ter um apoio caloroso na terra do axé.    "A gente sempre tem que ter uma expectativa positiva, mas temos que estar preparados para não ter também. A Bahia tem um histórico de apoio, mas também pode ficar chateada, como foi quando não convocaram o Charles", comentou o treinador.   O baiano da vez é Daniel Alves e além de fazer parte do elenco do time Canarinho, a faixa de capitão está com ele. Se sentindo em casa por carregar uma passagem marcante pelo Bahia na carreira, o lateral não escondeu a felicidade de voltar à terrinha e já foi logo o primeiro do selecionado a conceder entrevista coletiva sempre a sua marca registrada, o bom humor, pedindo ingressos para levar a família.   "Estou precisando de uns 50 ingressos (risos). Só comprei 50, é muita demanda. Mas é prazeroso. Aqui é onde tudo começou e quando eu volto eu sinto uma coisa diferente, um alívio de ter feito o que tinha sonhado. Quando eu volto é para comemorar. O filho da terra foi, voltou e continua fazendo", celebrou.   Para o segundo compromisso na Copa América, o Brasil poderá ter a volta do meio-campista Artur, desfalque na estreia. Recuperado de lesão, ele deve retornar no lugar de Fernandinho. Porém, Tite escondeu o jogo e fez mistério na escalação para dificultar a vida do adversário. Outra mudança também seria a entrada de Everton no lugar de David Neres.   "Vai jogar o Neres ou o Cebolinha? Vai jogar Fernandinho? Vai ser o Firmino? Nós também trabalhamos e não vamos facilitar o trabalho do outro lado", disse.   O Brasil lidera o Grupo A com três pontos. Peru e Venezuela aparecem, respectivamente, no segundo e terceiro lugares, com um ponto. Enquanto a Bolívia fecha a tabela na última colocação ainda sem pontuar.   VENEZUELA A Venezuela vem de empate sem gols contra o Peru no seu primeiro jogo pela Copa América. Não foi uma vitória, a igualdade no placar com um jogador a menos, após a expulsão de Mago, deixou os venezuelanos confiantes em aprontar para cima do Brasil na Fonte Nova.   "Estamos motivados para disputar a competição. O Brasil é uma seleção muito difícil, mas assim como eles têm jogadores que podem nos provocar danos, nós temos atletas para ganhar deles", declarou o atacante Soteldo, que atua no Santos.   Depois do jogo contra os peruanos, o técnico Rafael Dudamel pregou cautela ao dizer ser loucura jogar de igual para igual com o Brasil. No entanto, nesta segunda (17), ele destacou a evolução dos jogadores do país taticamente e o reconhecimento no cenário internacional.   "Há um reconhecimento grande oriundo de outros países aos nossos jogadores e isso se deve a uma boa direção, bom treinamento e o bom desempenho que nosso time tem tido em competições. Mas vamos levar em consideração o fato da nossa seleção ser mais respeitada. Percebemos que as atuações tem melhorado. Há muitos estilos tanto no ponto de vista técnico, como o tático", afirmou.   FICHA TÉCNICA Brasil x Venezuela Copa América - 2ª rodada Local: Arena Fonte Nova, em Salvador Data: 18/06/2019 (terça-feira)  Horário: 21h30 Árbitro: Julio Bascuñán (CHI) Auxiliares: Christian Schiemann e Claudio Rios (ambos do Chile) VAR: Roberto Tobar(CHI), auxiliado por Fernando Rapallini (ARG) e Alexander Guzman (COL)   Brasil: Alisson, Daniel Alves, Marquinhos, Thiago Silva e Filipe Luís; Casemiro e Artur (Fernandinho); David Neres (Everton), Coutinho e Richarlison; Firmino. Técnico: Tite     Venezuela: Fariñez; Rosales, Chancellor, Villanueva e Hernández; Moreno, Rincón, Herrera e Savarino; Rondón e Murillo. Técnico: Rafael Dudamel
|