Brasil e Paraguai devem assinar acordo automotivo; Bolsonaro confirma

Postado dia 04 de Dezembro de 2019
Brasil e Paraguai devem assinar acordo automotivo; Bolsonaro confirma
O governo brasileiro deve fechar um acordo automotivo com o Paraguai, que vai permitir a eliminação de tarifas sobre peças e automóveis comercializados entre os dois países. O anúncio pode ser feito durante a 55ª Cúpula de Chefes de Estado do Mercosul, que acontece na próxima quinta-feira (5), em Bento Gonçalves (RS). O presidente Jair Bolsonaro confirmou a negociação.   "Tem vários [acordos] engatilhados [para assinatura]. Talvez o acordo automotivo com o Paraguai também saia amanhã", disse hoje (4) pela manhã, ao sair do Palácio da Alvorada, residência oficial, de acordo com a Agência Brasil.   O setor automotivo não foi incluído nas regras comerciais do Mercosul. Por essa razão, os países que integram o bloco (Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai) estabeleceram acordos bilaterais para reduzir ou eliminar tarifas no setor. O Paraguai é o único entre os integrantes do Mercosul que ainda não mantém um acordo do tipo com o Brasil.   Se aprovado, o acordo automotivo pode ampliar as exportações de automóveis fabricados no Brasil para o Paraguai. O país vizinho também tende a se beneficiar, já que exporta peças e equipamentos que são usados na montagem de carros no Brasil.   Durante a Cúpula do Mercosul, além da assinatura de acordos, deverão ser adotadas declarações presidenciais sobre desenvolvimento sustentável, turismo e combate a ilícitos transnacionais e à corrupção. O evento marca também o fim da presidência pró-tempore do Brasil no bloco. Pelos próximos seis meses, o comando do Mercosul será do governo paraguaio.
|