BA pode recorrer à Justiça para contratar médicos sem diploma regular no Brasil, diz Rui

14 de Maio de 2020
O governador Rui Costa (PT) afirmou que pode recorrer à Justiça Federal para ampliar o número de médicos na Bahia em combate ao coronavírus. A informação foi dada nesta quinta-feira (14), durante um "webinário" promovido pelo Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA), com o presidente da Corte, Louviral Trindade, e o prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM).   De acordo com o petista, a medida visa contratar médicos sem diploma regular no Brasil, como brasileiros formados no exterior, ou estrangeiros que tenham trabalhado em outros países, por exemplo. "Uma segunda escassez nos ameaça: a de médicos. Nós haveremos, em algum momento, até de recorrer à Justiça, especialmente à Justiça Federal, para conseguir uma autorização excepcional para a contratação de médico sem diploma regular no Brasil", declarou.   Segundo o gestor, a Bahia possui a pior média do Nordeste em oferta de médicos. A região já tem, conforme ele, os piores índices do Brasil no quesito.    Na última quarta-feira (13), o secretário estadual da Saúde, Fábio Vilas-Boas sinalizou a falta de médicos em UTIs públicas. O governo do estado abriu um edital para a contratação dos profissionais, mas apenas 80 médicos se interessaram (leia mais aqui). 
|