Auxiliar exalta jogadores do Botafogo após goleada marcada por protestos em campo

29 de Junho de 2020
Auxiliar exalta jogadores do Botafogo após goleada marcada por protestos em campo
O Botafogo reestreou no Campeonato Carioca, após paralisação devido a pandemia do coronavírus, goleando a Cabofriense. O Fogão aplicou 6 a 2 no adversário, neste domingo (28), no Engenhão, no complemento da quarta da Taça Rio. O auxiliar técnico Renê Weber, que comandou a equipe, exaltou o desempenho dos jogadores em campo.
 
"Nós temos que parabenizar. Como foi dito no vestiário: jogo ás 11h da manhã, temperatura elevada. Querendo ou não, o desempenho tende a cair, mas conseguimos manter a intensidade e um nível de jogo interessantes. Quando eles fizeram o segundo gol, estávamos um pouco atrás. A ideia era pressionar desde o começo, não deixar o adversário jogar, fazer o maior número de gols para o caso de precisar. Os jogadores se empenharam ao máximo, a gente precisava da vitória e de um saldo bom. Conseguimos", disse ne entrevista coletiva.
 
Com resultado, o Botafogo somou sete pontos e assumiu a segunda colocação do Grupo A da Taça Rio. Na próxima rodada, o Fogão encara a Portuguesa-RJ no estádio Luso-Brasileiro, na quarta (1°), às 21h30.
 
PROTESTOS
Junto com o Fluminense, o Botafogo se posicionou sempre contra o retorno dos jogos de futebol no Rio de Janeiro devido aos altos números de contágio e morte pelo coronavírus. Na última sexta (26), o técnico Paulo Autuori fez duras críticas à Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj) e recebeu suspensão de 15 dias. No entanto, o Fogão conseguiu uma liminar Tribunal de Justiça Desportiva do Rio de Janeiro (TJD-RJ) suspendendo a punição.
 
Apesar de liberado para comandar o time no duelo contra a Cabofriense, Autuori não foi ao jogo em protesto contra a punição recebida e o Renê Weber o substituiu na beira do gramado.
 
Além da recusa do treinador, os jogadores também entraram em campo carregando uma faixa: "Protocolo bom é o que respeita vidas". Logo após o início da partida, os atletas da Estrela Solitária se ajoelharam no gramado e nas suas camisas pretas traziam a campanha "Vidas Negras Importam".


Fotos: Vitor Silva / Botafogo