Após goleada na Fonte, técnico do Londrina fala em rever 'diretrizes' para jogo de volta

Postado dia 19 de Abril de 2019
Após goleada na Fonte, técnico do Londrina fala em rever 'diretrizes' para jogo de volta
A goleada sofrida para o Bahia por 4 a 0, na noite da última quinta-feira (18), na Arena Fonte Nova, deixou o Londrina em situação bastante complicada no confronto da quarta fase da Copa do Brasil. Para se classificar, o time precisa golear o Tricolor por 5 a 0, no duelo de volta marcado para a outra quinta (25), às 19h15, no estádio do Café. Três dias depois, o time paranaense vai estrear na Série B do Brasileiro para buscar o acesso, seu principal objetivo na temporada. O Tubarão do Paraná encara o CRB, no Rei Pelé, na primeira rodada. Com este cenário, Roberto Fonseca pôs em cheque a ambição da equipe em sobreviver no torneio nacional ao falar em rever diretrizes para esses dois jogos.    "Nós sempre somos fortes lá. Claro que a gente tem que traçar diretrizes. A gente joga na quinta e já temos um jogo no próprio domingo. A gente tem que ver quais serão as diretrizes e quais seriam as ações que deveríamos tomar para esses dois jogos", afirmou em entrevista ao BN. "Não foi aquilo que a gente esperava. Nós sabíamos que seria um jogo extremamente difícil, é um time de Série A, um time fortíssimo e o torcedor do lado também. Mas acabamos sentindo, a grande realidade foi essa e a gente tem que levar como avaliação o aprendizado, porque nós temos uma competição dificílima durante o ano e nós temos que saber qual é o nosso foco, a nossa direção e as nossas necessidades", completou.   Além da pressão, Roberto Fonseca disse que a expulsão do meio-campista Paulinho Moccelin aos 39 minutos do primeiro tempo, complicou ainda mais a vida do Londrina. Naquela altura, o time já perdia por 2 a 0.    "Imagina que você está jogando numa adversidade e essa adversidade acabou aumentando muito, principalmente no horário que foi, praticamente no começo. Aí você fica um tempo inteiro exposto. A gente até temia coisa pior no segundo tempo. Um a menos aqui dentro, você já perdendo o jogo de 2 a 0 fica totalmente exposto para o adversário", comentou.   Se a expulsão de Paulinho teve influência direta no resultado final, Fonseca não viu falta de entrosamento dos reforços. Dos quatro que foram relacionados, o zagueiro Wallace, o lateral-esquerdo Neuton e o próprio Paulinho, que voltou de empréstimo, entraram em campo. Apenas Diego Gonçalves, ficou no banco de reservas durante os 90 minutos.   "Entrosamento não, mesmo porque foram praticamente pontuais e praticamente, vamos dizer, distintas. Eu acho que o Bahia conseguiu ser superior a nós. Nós tivemos as nossas falhas e nas nossas falhas o Bahia acabou decidindo conseguindo fazer aquilo que a gente sempre fala: Contra time grande você não pode errar. Se você erra, você tem um adversário de qualidade para frente", finalizou.
|