ACM Neto anuncia protocolos de reabertura de bares, restaurantes e salões; confira

05 de Agosto de 2020
ACM Neto anuncia protocolos de reabertura de bares, restaurantes e salões; confira
O prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), anunciou nesta quarta-feira (5) os protocolos da fase 2 de reabertura da economia, que engloba bares, restaurantes e lanchonetes, salões de beleza e barbearias e centros culturais, museus e galerias de arte. 
 
A etapa pode ser acionada após a ocupação de leitos de UTI chegar a 70% ou menos durante cinco dias, algo ocorrido em três ocasiões - faltam outros dois dias. Outra regra para o início da fase 2 é que ela poderá ocorrer apenas após os primeiros 14 dias da reabertura de shoppings e comércio de rua de apenas 200 m². Segundo o prefeito, a volta das atividades previstas na nova etapa só poderá ocorrer a partir da próxima segunda-feira, para evitar aglomerações no domingo do Dia dos Pais.
 
Ainda de acordo com ele, a segunda fase vai beneficiar cerca de 30 mil estabelecimentos na capital baiana - 22 mil bares e restaurantes, 6 mil salões de beleza e barberiais e 2,2 mil academias.  
 
BARES, RESTAURANTES E LANCHONETES
Segundo o protocolo elaborado por prefeitura e governo do estado, bares, restaurantes, hamburguerias, pizzarias e similares poderão funcionar de segunda a domingo, das 12h às 23h. No caso de lanchonetes, elas poderão ficar abertas das 7h às 16h, também de segunda a domingo. 
 
Os estabelecimentos poderão receber clientes presencialmente, mas apenas com atendimento à la carte (pedidos feito pelo cardápio) ou buffet, mas com funcionário servindo. Neste primeiro momento, o modelo self-service não estará autorizado, por recomendação de autoridades sanitárias. Também está proibido o esquema de rodízio. Os sistemas de delivery e take away (buscar o pedido diretamente no estabelecimento para levá-lo, sem consumo no local) continuam permitidos sem restrição de dia e horário de funcionamento. 
 
O protocolo ainda prevê o afastamento de 2 m entre mesas e 1 m entre cadeiras de mesas diferentes e o máximo de 6 pessoas por mesa. "Não adianta fazer comemoração, juntar grandes grupos, pois isso não está permitido", destacou ACM Neto. 
 
Os clientes são obrigados a usar máscara nos estabelecimentos, salvo no momento em que estiverem fazendo as refeições. Sobre o assunto, o prefeito da capital baiana foi enfático ao dizer que os locais podem ser penalizados com interdição se não fiscalizarem o uso do equipamento. 
 
"A pessoa tem que entrar de máscara e, enquanto não estiver fazendo refeição, usar a máscara. Caberá aos estabelecimentos a fiscalização, sob pena de pedir para o cliente se retirar, caso o uso não aconteça. Se não fazer, estará passível de interdição, assim como é o caso das academias de ginástica", afirmou.
 
Está proibida também a realização de eventos, como reuniões e aniversários, nos locais. O cardápio deve ser digital, preferencialmente, ou plastificado, sendo higienizado a cada uso. Antes de entrar, todo cliente precisará ter a temperatura medida. 
 
SALÕES, BARBEARIAS E SIMILARES
Incluídos no protocolo, salões, barbearias e estabelecimentos similares poderão funcionar de segunda a sábado, das 10h às 19h. Nesses espaços, o atendimento deverá ser individual, com hora marcada, e sujeito a 30% de ocupação do espaço.
 
Apenas crianças, idosos e pessoas com deficiência terão direito a acessar esses locais com acompanhantes e, a priori, serviços que exijam a retirada de máscaras e outros EPIs durante o atendimento estão proibidos. Ou seja, serviços como maquiagem ainda não poderão ser ofertados.
 
Outras medidas específicas são a medição de temperatura obrigatória para funcionários e clientes; intervalo mínimo de 15 minutos entre o atendimento de um cliente e outro para possibilitar a higienização do local; e higienização e desinfecção de todos os equipamentos utilizados após cada uso.
 
CENTROS CULTURAIS, MUSEUS E GALERIAS DE ARTE
Também autorizados a funcionar a partir da próxima semana, centros culturais, museus e galerias de arte terão o funcionamento limitado ao período das 10h às 16h de segunda a sábado. Aos domingo, eles poderão abrir sem restrição de horário.
 
A operação para venda de ingressos deve ser preferencialmente virtual, com horário de visitação agendado nos espaços pagos. Quando o acesso for gratuito, o agendamento passa a ser obrigatório. Como forma de evitar aglomerações, o circuito deve ser de mão única durante toda a visitação e, assim como nos salões de beleza, a ocupação dos estabelecimentos também não poderá ultrapassar a marca de 30%.
 
Além disso, o uso de guias audiovisuais e visitas guiadas estão proibidas, obras e exposições interativas permanecem suspensas e o uso de máscaras é obrigatório.
|