Obra irregular no Yacht Clube desobedece embargo da Sedur; pasta vai fiscalizar

Postado dia 06 de Dezembro de 2017
Obra irregular no Yacht Clube desobedece embargo da Sedur; pasta vai fiscalizar
Um associado do Yacht Clube da Bahia denunciou uma construção irregular no espaço. Segundo o denunciante, desde a primeira semana de outubro foi iniciada uma obra de dois andares numa área de cerca de 100 metros, localizada ao lado da piscina infantil. A pessoa aponta que cerca de 20 homens trabalham no local "sem EPI [Equipamento de Proteção Individual], de sandália havaiana, sem capacete, colocando o Yacht em risco porque se um funcionário desse sofre algum problema, é responsabilidade do Yacht". De acordo com o associado, a reforma teve início depois que o Comodoro do clube, Marcelo Sacramento, perdeu um referendo para uma construção na área do estacionamento. Na sequência, ele teria entrado com um pedido de pequenas reformas na Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano (Sedur) para a construção ao lado da piscina. No entanto, de acordo com os parâmetros da Sedur, a obra não seria de pequeno porte, conforme denúncia de um dos associados. Cientes disso, na última semana, um grupo de associados levou a queixa até a secretaria, que embargou a obra no mesmo dia. No entanto, no dia seguinte, a construção já havia sido retomada. Ao BN, a assessoria de comunicação da Sedur informou que a fiscalização vai retornar ao local para verificar a situação e adotar as medidas cabíveis. O Yacht Clube foi procurado, porém até o fechamento da reportagem não encaminhou resposta à demanda.
|