Mais de um terço dos vereadores de Salvador quer buscar novo cargo em eleição deste ano

Postado dia 13 de Março de 2018
Mais de um terço dos vereadores de Salvador quer buscar novo cargo em eleição deste ano
A Câmara de Salvador pode perder mais de um terço dos seus representantes por conta da eleição deste ano. Dos 43 vereadores que integram a Casa, 17 desejam buscar um novo cargo. Alguns deles ainda não estão certos sobre a viabilidade de suas candidaturas e negociam com correligionários ou verificam se possuem votos suficientes para tentar um novo posto na carreira pública. Mas outros já estão pensando na campanha, que começa oficialmente daqui alguns meses e que pode levar vereadores da capital baiana à Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA) e até mesmo à Câmara dos Deputados, em Brasília. O presidente da Câmara, Leo Prates, é um dos que ainda faz a contagem de quantos votos pode ter, antes de decidir se vai concorrer a uma cadeira na AL-BA. Ele já começou a viajar por cidades do interior e visitar bairros da capital. No entanto, Prates relata que não deseja entrar em uma "aventura" e tem como prazo pessoal para tomar uma decisão o dia 10 de junho.  Outros doze vereadores querem se tornar deputados estaduais em 2019. Paulo Magalhães Júnior (PV) também ainda conta votos para verificar a viabilidade da sua candidatura. Já Orlando Palhinha (DEM) espera conversar com o prefeito ACM Neto para definir seu futuro, enquanto Teo Senna (PHS) deseja ter o apoio de José Carlos Aleluia (DEM) no pleito. No entanto, o deputado federal baiano deve fazer dobradinha com o seu filho, Alexandre Aleluia (DEM). Além do próprio Aleluia, os vereadores José Trindade (PSL), Tiago Correia (PSDB), Suíca (PT), Hilton Coelho (PSOL), Maurício Trindade (DEM), Ana Rita Tavares (PMB), Odiosvaldo Vigas (PDT) e Sabá (PV) já veem suas candidaturas à AL-BA mais encaminhadas. Quatro integrantes do Legislativo municipal pensam em voos mais altos e desejam uma candidatura à Câmara dos Deputados. Igor Kannário (PHS) ainda não fala abertamente das suas pretensões eleitorais para este ano, mas seu partido já indica que ele deve tentar se tornar deputado federal. Joceval Rodrigues (PPS), Sílvio Humberto (PSB) e Cezar Leite (PSDB) também devem tentar uma vaga em Brasília. Ainda estreante como vereador, Cezar lançaria a candidatura sem grande pretensão. Sua candidatura serviria apenas para manter seu nome em evidência entre seus eleitores nas redes sociais. A vereadora Aladilce Souza (PCdoB) foi a única que preferiu não comentar se deseja se candidatar este ano. Ela aguarda uma decisão do partido para definir se vai tentar um novo posto legislativo. O elevado número de vereadores que daqui alguns meses podem estar com a cabeça voltada para a eleição deve atrapalhar a realização de atividades na Câmara durante o período de campanha. Entre uma viagem e outra para o interior em busca de votos, vai ficar mais difícil encaixar as sessões em Salvador na agenda dos vereadores-candidatos. Já no início do ano, Leo Prates comentou que buscaria adiantar os trabalhos da Câmara ao longo do primeiro semestre para contornar o problema. No entanto, o cenário até a eleição ainda pode mudar. As convenções partidárias para definir os candidatos de cada sigla acontecem apenas a partir do dia 20 de julho. Tempo suficiente para os vereadores de Salvador terem seus desejos eleitorais garantidos ou negados pelos seus respectivos partidos.   !function(e,t,n,s){var i="InfogramEmbeds",o=e.getElementsByTagName(t)[0],d=/^http:/.test(e.location)?"http:":"https:";if(/^\/{2}/.test(s)ee(s=d+s),window[i]eewindow[i].initialized)window[i].processeewindow[i].process();else if(!e.getElementById(n)){var a=e.createElement(t);a.async=1,a.id=n,a.src=s,o.parentNode.insertBefore(a,o)}}(document,"script","infogram-async","https://e.infogram.com/js/dist/embed-loader-min.js"); Infogram
|