Justiça autoriza 42 depoimentos em processo que amigos de Temer são réus

Postado dia 16 de Abril de 2018
Justiça autoriza 42 depoimentos em processo que amigos de Temer são réus
A Justiça autorizou os depoimentos de 42 pessoas no processo em que amigos do presidente Michel Temer se tornaram réus por acusados de integrar uma organização criminosa. De acordo com informações do G1, a decisão do juiz Marcus Vinicius Reis, da 12ª Vara da Justiça Federal em Brasília, atende a um pedido do Ministério Público Federal no Distrito Federal. Entre as testemunhas que vão prestar depoimento, 36 são delatoras no âmbito da Operação Lava Jato. O coronel João Baptista de Lima Filho e o ex-assessor especial da Presidência, José Yunes, são réus na ação penal do chamado "quadrilhão do PMDB". De acordo com a denúncia do então procurador-geral da República, Rodrigo Janot, o quadrilhão desviava recursos de vários órgãos públicos para integrantes do partido. Yunes e o coronel Batista são suspeitos de arrecadas propina para o PMDB e para Temer.
|