Fórum Social Mundial se contrapõe ao conservadorismo, diz organizador

Postado dia 13 de Março de 2018
Fórum Social Mundial se contrapõe ao conservadorismo, diz organizador
Com o tema "Resistir e Criar. Resistir é Transformar", a 13ª edição do Fórum Social Mundial (FSM) será realizada por entidades e movimentos sociais em Salvador nos dias 13 a 17 de março. O evento nasceu em 2011, em Porto Alegre, com a responsabilidade contrapor o neoliberalismo representado pelo Fórum Econômico Mundial, que foi realizado no mesmo ano. "É um mega evento, que busca discutir a democracia, reformas, a migração. Queremos fazer do FSM um grande encontro de jovens, de mulheres, um local onde possa se discutir a questão racial, ambiental, dos agrotóxicos. Queremos sinalizar que outro mundo é possível e que resistir e criar é transformar", explicou Cedro Silva, presidente da Central Única dos Trabalhadores (CUT), uma das entidades responsáveis pela organização do evento. Segundo ele, o fato desta edição ser realizada em Salvador, considerando a conjuntura política em que se encontra o país, é algo extremamente representativo. "O FSM se contrapõe ao golpe de Estado que o Brasil sofreu e a Bahia é governada pelo Partido dos Trabalhadores (PT), vítima do golpe", disse. Pré-candidato ao Senado Federal pelo Partido Socialismo e Liberdade (PSol), o professor Fábio Nogueira concorda. "O FSM é um espaço de aglutinação em escala global daqueles que lutam pelo fim da desigualdade social. Essa pluralidade de entidades políticas e de ativismo vai estar reunida em uma cidade que tem histórico de luta e resistência", apontou. Durante o evento, Nogueira participará do debate internacional "Vamos América Latina! Sem medo de Avançar!", que será realizado no dia 15 de março. Para ele, o encontro é extremamente importante para contrapor o avanço do conservadorismo no mundo, liderado a nível internacional pelo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump. "Uma coisa que a gente aprendeu é que é necessário ouvir os movimentos sociais. Qualquer projeto político de transformação que se afasta dos movimentos acaba gradativamente abrindo espaço para alternativas de caráter conservador e autoritário", declarou Nogueira. Segundo ele, a principal diferença entre o FSM e fóruns como o G7 e o G20 é que há participação popular. "O que mais se discute no Fórum Social Mundial é a economia voltada para aqueles que mais precisam. O objetivo é combater a desigualdade social com a possibilidade de gerar emprego, renda e, por exemplo, preservar o meio ambiente. Queremos buscar alternativas a uma ordem extremamente desigual", disse. As mesas redondas, debates e palestras que serão realizadas durante os dias de evento vão de eixos temáticos como "Ancestralidade, Terra e Territorialidade", "Comunicação, Tecnologias e Mídias livres, a "Democracias" e "Vida Negras Importam" (veja mais aqui). Em 2018, o palco principal do evento será o campus de Ondina da Universidade Federal da Bahia (Ufba). A maior parte das atividades que serão realizadas foram propostas por redes, plataformas, organizações e movimentos sociais. Apesar da maior parte das discussões ocorrerem na Ufba, no dia 15 de março mais de 30 mil pessoas são esperadas no Estádio Roberto Santos, em Pituaçu, local onde será realizada a Assembleia Mundial das Democracias, que contará com a presença da ex-presidente Dilma Rousseff; a ex-presidenta da Argentina, Cristina Kirchner e o ex-presidente uruguaio José Mujica. "Acho que é um momento importante para nós baianos mostrarmos hospitalidade e a marca de força e resistência que temos", disse o presidente estadual do PT, Everaldo Anunciação. Para ele, o FSM é um espaço legítimo onde o movimento social mundial pode debater questões relacionadas à democracia e aos ataques aos direitos humanos e sociais de um modo geral. "O evento traz conteúdos que vão além da luta dos partidos tradicionais e dos de esquerda. Traz o debate com a juventude, a questão das drogas, a mobilidade urbana, o desenvolvimento sustentável, a pauta do direito das mulheres, dos negros e índios", declarou. Acesse o site oficial do evento (clique aqui) para conferir mais informações.
|